Prisões fechadas Caju News Setembro 17, 2015 0

*Por Paiva Netto

paiva nettoA instrução do intelecto não é suficiente para formar o verdadeiro cidadão do terceiro milênio, que tem… mil anos para desenvolver um novo tipo de civilização. Ao cérebro deve-se juntar o bom sentimento.

O medo nasce da ignorância. Por isso, quem abre escolas e espiritualiza o saber ilumina as Almas e fecha prisões. Victor Hugo (1802-1885) assegurava que — quem abre escolas cerra cadeias. É urgente difundir a Pedagogia do Cidadão Ecumênico, a Pedagogia do Amor, do Carinho e do Afeto, imprescindíveis ao sustento do Espírito e que são medicamentos energéticos para a cura de enfermidades, a começar pelas psíquicas, que prejudicam a absorção das lições necessárias ao enriquecimento intelectual dos estudantes. O bom gosto da vida é o aprendizado infinito.

Um povo educado é um povo liberto. É essencial ao progresso as massas populares cada vez mais instruídas, educadas e espiritualizadas, pois, sem fraternidade e respeito, não poderá haver uma sociedade em paz.

Portanto, com ingresso a uma existência digna e mais feliz, material e Malcolm X (1925-1965), islâmico, grande líder negro norte-americano, ao suplantar as contrariedades de sua sofrida trajetória, declarou: “As únicas pessoas que realmente mudaram a história foram as que mudaram o pensamento dos homens acerca de si próprios”. Alziro Zarur (1914-1979) proclamava que “governar é ensinar cada um a governar a si mesmo”. E não há outro caminho, que não seja o da Educação com a Espiritualidade Ecumênica, não nos esquecendo de que a boa saúde, física e da mente, é fundamental à conquista do bom emprego.

Ócio e sepultura

Costumo afirmar que a migalha de hoje é a farta refeição de amanhã. Por isso, não desperdicemos também tempo, capacidade, talento e inteligência com os sofismas da preguiça. O filósofo estoico Sêneca (4 a.C.- 65 d.C.), nascido na Espanha e que teve a triste sina de ser preceptor de Nero (37- 68 d.C.), protestou contra os zombadores, dizendo: “O ócio sem estudos é como a morte e a sepultura do homem vivo”. De fato, toda facilidade excessiva é aval para o túmulo mais próximo, física ou moralmente considerado.

A Educação existe para libertar o ser humano. Mas, com a indispensável Espiritualidade, o sublima. Eis a Pedagogia de Deus, que prepara o indivíduo para viver a cidadania ecumênica, planetária, firmada no exercício pleno da Solidariedade.

 

*É jornalista, escritor, diretor-presidente da LBV e colunista do Caju News. 

Leia Também: 

Hiroshima

CajuNews